Acidente

Oito tripulantes de cargueiro naufragado na Escócia declarados mortos

No domingo foram suspensas as operações para encontrar os marinheiros, sete poloneses e um filipino

Da AFP
Da AFP
Publicado em 05/01/2015 às 10:09
Leitura:

As autoridades britânicas suspenderam definitivamente nesta segunda-feira os trabalhos de resgate de um cargueiro que naufragou no sábado em frente à costa da Escócia e declarou seus 8 tripulantes mortos.

O "Cemfjord", de bandeira cipriota, naufragou a 25 km de Wick, no nordeste da Escócia, aparentemente pelo mau tempo.

No domingo foram suspensas as operações para encontrar os marinheiros - sete poloneses e um filipino - e nesta segunda-feira foi tomada a decisão de não retomá-las, disse à AFP um porta-voz da guarda-costeira, argumentando que as possibilidades de encontrar sobreviventes são quase nulas.

De qualquer forma, a guarda-costeira pediu que os barcos que estão na zona fiquem atentos, acrescentou.

O cargueiro foi encontrado por um ferry no sábado.

"Havia uma forte tempestade e é possível que o tempo tenha influenciado" no acidente, declarou Tony Redding, porta-voz da Brise Schiffahrt Hamburg, a companhia proprietária da embarcação.

"Mas levará tempo para saber o que ocorreu. Infelizmente não podemos perguntar à tripulação e o barco jaz a 68 metros de profundidade", lamentou.

Construído em 1984, o cargueiro de 83 metros passou com sucesso por sua última inspeção, em dezembro, disse Brise Schiffahrt Hamburg.

A embarcação transportava 2.000 toneladas de cimento de Aalborg (Dinamarca) a Runcorn, perto de Liverpool, no noroeste da Inglaterra, onde deveria chegar nesta segunda-feira.

Outro barco, que transportava carros, naufragou também no fim de semana no Reino Unido, em um banco de areia do sul, perto da ilha de Wright.

Os 25 membros da tripulação do "Hoegh Osaka", um barco de 51.000 toneladas com bandeira de Cingapura, foram resgatados.

A embarcação ficou inclinada e a operação para rebocá-la, e salvar um carregamento que inclui Bentleys e Rolls-Royces, pode levar vários dias, segundo o jornal Daily Mail.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias