Índia

Presidente do IPCC que renunciou por escândalo sexual foi hospitalizado na Índia

A polícia indiana investiga as acusações de assédio apresentadas por uma jovem investigadora de seu centro de estudos, um escândalo que levou a sua demissão

Da AFP
Da AFP
Publicado em 25/02/2015 às 13:22
Foto: PAL PILLAI / AFP
A polícia indiana investiga as acusações de assédio apresentadas por uma jovem investigadora de seu centro de estudos, um escândalo que levou a sua demissão - FOTO: Foto: PAL PILLAI / AFP
Leitura:

O ex-presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), o indiano Rajendra Pachauri, que renunciou esta semana por um escândalo sexual, está hospitalizado em Nova Delhi por problemas cardíacos, informou seu advogado nesta quarta-feira.

Pachauri foi hospitalizado na semana passada quando a polícia indiana investigavas as acusações de assédio apresentadas por uma jovem investigadora de seu centro de estudos, um escândalo que levou a sua demissão na terça-feira, indicou o advogado Shankh Sengupta.

"Ele sofre de problemas cardíacos, passou por uma cirurgia em 2010", afirmou Sengupta.

"Após a polêmica na semana passada, ele não estava se sentindo bem e os médicos aconselharam-no a ficar no hospital", detalhou, acrescentando que ele "tem cooperado com os investigadores".

Um funcionário do instituto de Pachauri disse à AFP que ele deu entrada no hospital "há quatro ou cinco dias."

Rajendra Pachauri, de 74 anos, era desde 2002 o presidente do IPCC, a agência da ONU para reunir informações e emitir relatórios sobre as mudanças climáticas.

A audiência de Pachauri, que poderia decretar a sua libertação sob fiança, está marcada para quinta-feira. A sua presença no tribunal não é obrigatória.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias