Conflito

Liga vê necessidade de força árabe contra o terrorismo

Auxiliar de Arabi afirmou em 3 de março que a criação de uma força deste tipo seria examinada na reunião anual da Liga, nos dias 28 e 29 de março

Da AFP
Da AFP
Publicado em 09/03/2015 às 11:16
Foto: AFP
Auxiliar de Arabi afirmou em 3 de março que a criação de uma força deste tipo seria examinada na reunião anual da Liga, nos dias 28 e 29 de março - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, defendeu nesta segunda-feira a criação de uma força unificada árabe para lutar contra os grupos extremistas islâmicos.

"Há uma necessidade urgente de uma força militar árabe para lutar contra os grupos terroristas", disse Al-Arabi em uma reunião de ministros das Relações Exteriores da Liga no Cairo.

O auxiliar de Arabi afirmou em 3 de março que a criação de uma força deste tipo seria examinada na reunião anual da Liga, nos dias 28 e 29 de março em Sharm el-Sheikh (Egito).

O presidente egípcio, Abdel Fatah al-Sissi, também defendeu recentemente a criação de uma "força árabe comum" para combater as atrocidades cometidas pelo Estado Islâmico no Iraque e na Síria e sua crescente influência na Líbia.

Esta força deve ser "multifunções, capaz de atuar rapidamente para lutar contra o terrorismo e as atividades de grupos terroristas e ajudar nas operações de manutenção da paz", afirmou nesta segunda-feira Al-Arabi.

Também destacou a importância da "cooperação nos âmbitos de segurança e troca de informações entre os países árabes". Al-Sissi destacou no fim de fevereiro que Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Jordânia poderiam envolver-se na iniciativa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias