COMÉRCIO

Metade dos golfinhos capturados no Japão são exportados

Os caçadores da baía de Taiji venderam cerca de 760 golfinhos vivos entre 2009 e 2014

Da AFP
Da AFP
Publicado em 07/06/2015 às 12:57
Leitura:

A metade dos golfinhos capturados vivos no Japão mediante um método de pesca muito criticado foram exportados à China e a outras partes do mundo, segundo a imprensa japonesa.

Os caçadores da baía de Taiji (sudoeste) venderam entre setembro de 2009 e agosto de 2014 um total de 760 golfinhos vivos, segundo a agência Kyodo, que cita dados da Agência de Investigação Japonesa de Pesca.

Deste total, 354 foram exportados a uma dezena de países, 216 deles à China, 36 à Ucrânia, 35 à Coreia do Sul, 15 à Rússia e alguns aos Estados Unidos, entre outros destinos, disse Kyodo.

Quase todos os cetáceos vendidos ao exterior foram destinados a zoológicos e aquários, segundo a ONU.

Os pescadores de Taiji caçam todos os anos centenas de golfinhos mediante a pesca dirigida, considerada cruel pelos defensores de animais. Reúnem os golfinhos em um arrecife, os despedaçam a facadas e depois vendem sua carne, alegando que se trata de uma tradição culinária local.

Mas, segundo os ativistas, como a demanda de carne de golfinho é insuficiente, os pescadores rentabilizam sua caça vendendo alguns cetáceos vivos a preços elevados, a mais de 7.000 euros por exemplar.

Últimas notícias