Saúde

Chineses crescem um pouco mas engordam muito, diz estudo

Aumento da obesidade é mais rápido na China que nos países industrializados

Da AFP
Da AFP
Publicado em 01/07/2015 às 9:40
Foto: STR / AFP
Aumento da obesidade é mais rápido na China que nos países industrializados - FOTO: Foto: STR / AFP
Leitura:

Os chineses comem mais, crescem um pouco, mas engordam muito, segundo um estudo que mostra o aumento preocupante da obesidade no país, publicado nesta quarta-feira na imprensa chinesa.

Em 10 anos, entre 2002 e 2012, a estatura média dos homens chineses subiu a 1,67 m, "quase um centímetro a mais" em relação a 2002, segundo o estudo realizado pela Comissão Nacional para a Saúde e o Planejamento Familiar.

As chinesas cresceram, por sua vez, de 1,551 m a 1,558 m. Os habitantes do gigante asiático são um pouco mais baixos que os japoneses e os sul-coreanos, segundo um especialista chinês citado pela imprensa.

A população mais alta do mundo é a da Holanda, com uma média de 1,84 m para os homens e 1,71 m para as mulheres. Os chineses engordaram, no entanto, 3,5 quilos em uma década e as chinesas 2,9 quilos, alcançando um peso médio de 66,2 quilos para os homens e 57,3 quilos para as mulheres.

Estes números moderados podem esconder a ascensão dos casos de obesidade nos adultos de mais de 18 anos, que aumentaram 62% entre 2002 e 2012. As estatísticas sobre os jovens de seis a 17 anos são ainda mais preocupantes: o número de crianças obesas triplicou até alcançar 6% desta população.

O aumento da obesidade é mais rápido na China que nos países industrializados, segundo os especialistas citados na imprensa chinesa. O estudo atribui estes resultados a uma mudança da alimentação tradicional chinesa, rica em verduras e produtos básicos, a um maior consumo de pratos com carne ou ricos em gorduras.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias