Diplomacia

Premiê israelense pede apoio britânico contra o 'Islã militante'

Sobre o conflito com os palestinos, o líder israelense disse que estava disposto a retomar imediatamente as negociações com os palestinos

Da AFP
Da AFP
Publicado em 10/09/2015 às 12:30
Foto: LEON NEAL / AFP
Sobre o conflito com os palestinos, o líder israelense disse que estava disposto a retomar imediatamente as negociações com os palestinos - FOTO: Foto: LEON NEAL / AFP
Leitura:

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pediu a cooperação da Grã-Bretanha para "fazer retroceder a maré do Islã militante", depois de se reunir com o primeiro-ministro David Cameron em Londres nesta quinta-feira.

"O Oriente Médio está se desintegrando sob forças parceiras do Islã militante: os militantes sunitas liderados pelo Estado Islâmico e os militantes xiitas liderados pelo Irã", disse Netanyahu.

"E acredito que podemos cooperar de maneira prática para fazer retroceder a maré do Islã militante, tanto no Oriente Médio quanto na África", disse.

Sobre o conflito com os palestinos, o líder israelense disse que estava disposto a retomar imediatamente as negociações com os palestinos, "sem condições de nenhum tipo". 

A visita de Netanyahu foi precedida por confrontos entre manifestantes pró-palestinos e pró-israelenses em frente a Downing Street na quarta-feira. 

A polícia precisou intervir para dissolver os confrontos entre os dois grupos de manifestantes, cerca de 500.

Mais de 108.000 pessoas assinaram uma petição pedindo a detenção de Netanyahu por crimes de guerra, o suficiente para que o tema seja debatido no Parlamento britânico.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias