Conflito

Assad: tentativa de derrubar governo estenderá conflito na Síria

Presidente sírio disse que apenas os aliados de seu governo estão preparados para pôr fim a uma guerra que começou há cinco anos

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 17/12/2015 às 23:29
Foto: AFP
Presidente sírio disse que apenas os aliados de seu governo estão preparados para pôr fim a uma guerra que começou há cinco anos - Foto: AFP
Leitura:

O presidente sírio, Bashar al-Assad, garantiu nesta quinta-feira (17) que o conflito em seu país pode terminar em um ano, mas que os esforços equivocados para mudar o governo vão prolongá-lo.

Em entrevista à emissora de televisão holandesa NPO2, Assad disse que apenas os aliados de seu governo estão preparados para pôr fim a uma guerra que começou há cinco anos. "Nenhum deles, apenas Rússia, Irã e seus aliados, e os demais países que apoiam politicamente o governo sírio [estão dispostos a acabar com a guerra], mas não o Ocidente. Ninguém está preparado no Ocidente", declarou Assad, em inglês.

O presidente sírio deu essas declarações um dia antes de uma terceira rodada de diálogo entre 17 países, incluindo Rússia e Irã, que acontece em Nova York. Para Assad, a guerra pode acabar em menos de um ano, "se os países responsáveis agirem contra a chegada" de combatentes estrangeiros à Síria. "Mas o problema é que continuam apoiando-os diariamente, porque querem uma solução, o que chamam de uma solução política", comentou o presidente. "Por isso, [o conflito] vai-se eternizar".

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias