TENTATIVA

Forças Armadas negam envolvimento em golpe na Turquia

O Estado-Maior turco afirmou que os militares que participaram nessa vilania serão punidos da maneira mais severa

AFP
AFP
Publicado em 19/07/2016 às 9:55
Foto: Bulent Kilic/AFP
FOTO: Foto: Bulent Kilic/AFP
Leitura:

A grande maioria das Forças Armadas turcas não tiveram nada a ver com a tentativa de golpe de Estado contra o presidente Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta terça-feira (19) o Estado-Maior em um comunicado.

"A grande maioria das Forças Armadas turcas que ama a pátria, a nação e a bandeira não tem nada a ver com a tentativa de golpe", afirmam os militares em um comunicado.

"Os militares que participaram nessa vilania serão punidos da maneira mais severa", acrescenta texto emitido pelo Estado-Maior turco.

Foto: Bulent Kilic/AFP
Exército afirma ter tomado o poder na Turquia - Foto: Bulent Kilic/AFP
Foto: Bulent Kilic/AFP
Forças de segurança turcas fecharam parcialmente duas pontes que cruzam o Estreito de Bósforo - Foto: Bulent Kilic/AFP
Foto: Bulent Kilic/AFP
Exército afirma ter tomado o poder na Turquia - Foto: Bulent Kilic/AFP
Foto: Bulent Kilic/AFP
Oficiais de segurança detiveram pessoas desconhecidas às margens de rodovia - Foto: Bulent Kilic/AFP
Foto: Bulent Kilic/AFP
Fotógrafo da AFP registrou forças de segurança nas ruas de dentro do carro - Foto: Bulent Kilic/AFP
Foto: Ozan Kose/AFP
Homem é baleado durante confronto entre soldados turcos e polícia próximo à Praça Taksim, Istambul - Foto: Ozan Kose/AFP
Foto: Ozan Kose/AFP
Turcos protestam contra golpe militar, seguindo orientação do presidente Erdogan - Foto: Ozan Kose/AFP
Foto: Ozan Kose/AFP
Soldado turco é preso pela polícia turca em meio a protesto contra golpe - Foto: Ozan Kose/AFP
Foto: Ozan Kose/AFP
Turcos protestam contra golpe militar, seguindo orientação do presidente Erdogan - Foto: Ozan Kose/AFP
Foto: Chris McGrath/AFP
Turcos vão às ruas em apoio ao presidente Recep Tayyip Erdogan - Foto: Chris McGrath/AFP

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias