RASTREAMENTO

Suíça: referendo autoriza vigilância da internet e ligações telefônicas

Segundo a imprensa suíça, 65,5% votaram à favor das novas regras

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 25/09/2016 às 13:12
Foto: Fotos Públicas
Segundo a imprensa suíça, 65,5% votaram à favor das novas regras - FOTO: Foto: Fotos Públicas
Leitura:

Na Suíça, um referendo nacional deu novos poderes ao serviço de inteligência, permitindo o controle da internet, espionagem de e-mails e gravações telefônicas para rastrear hackers e extremistas violentos.

 

Segundo a imprensa suíça, 65,5% votaram à favor das novas regras. Até agora, as autoridades da Suíça podiam usar apenas informações públicas ou dicas de funcionários para monitorar as atividades pelo país. 

Embate

Os defensores da lei relatam que a mudança é necessária para ajudar a combater crimes cibernéticos e evitar ataques extremistas. Já os oponentes dizem que irá esgotar as liberdades civis e pouco ajudará a conter o terrorismo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias