VENEZUELA

Maduro ameaça ''luta armada'' caso oposição tente Golpe de Estado

''A paz acabaria neste continente'', advertiu Maduro em um discurso feito nesse domingo (15) no Supremo Tribunal de Justiça

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 16/01/2017 às 10:46
Foto: JUAN BARRETO / AFP
''A paz acabaria neste continente'', advertiu Maduro em um discurso feito nesse domingo (15) no Supremo Tribunal de Justiça - FOTO: Foto: JUAN BARRETO / AFP
Leitura:

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou no domingo (15) que está disposto a iniciar uma "luta armada continental" caso grupos adversários tentem realizar um golpe de Estado ou paralisar o país.

"A paz acabaria neste continente", advertiu Maduro em um discurso feito nesse domingo (15) no Supremo Tribunal de Justiça, onde apresentou sua mensagem anual.

Na semana passada, Maduro acusou a maioria de oposição no Congresso de promover um golpe de Estado na Venezuela e aprovar uma nota declarando o abandono do cargo do mandatário por suposto descumprimento de suas funções institucionais.

Opositores detidos na Venezuela

Na semana passada, o executivo criou um "comando antigolpe". Vários opositores foram detidos, acusados de promoverem ações desestabilizadoras. A aliança de oposição e a cúpula da Igreja Católica no país rechaçaram as prisões e acusaram o governo de promover uma perseguição aos setores dissidentes.

Maduro também aproveitou o discurso, de quase cinco horas, para criticar a decisão do governo dos Estados Unidos de estender a vigência da ação executiva que declara a Venezuela uma ameaça para a segurança nacional e a política exterior norte-americana

O venezuelano indicou que a decisão deixa aberta uma "porta perigosa" que poderia ser utilizada para tentar uma "agressão militar" contra seu país. Fonte: Associated Press.

Últimas notícias