neve

Avalanches matam mais de 100 no Afeganistão e Paquistão

Autoridades dos dois países, que confirmaram o número de vítimas no fim de semana, afirmam que a onda de mau tempo na região continuará

ABr
ABr
Publicado em 06/02/2017 às 7:25
WAKIL KOHSAR / AFP
Autoridades dos dois países, que confirmaram o número de vítimas no fim de semana, afirmam que a onda de mau tempo na região continuará - FOTO: WAKIL KOHSAR / AFP
Leitura:

O mau tempo no Afeganistão, com fortes tempestades de neve e avalanches, deixou ao menos 106 mortos e centenas de feridos no último fim de semana. As informações são da agência de notícias Ansa.

O incidente com o maior número de vítimas foi no nordeste do país, perto com a fronteira com o Paquistão, na vila de Nuristan, onde 53 pessoas morreram soterradas pela neve.

Perto da capital afegã, Cabul, e na região de Badakhshan, o mau tempo também destruiu casas e outras construções e soterrou carros, cujos motoristas, presos no interior, morreram congelados.

O principal aeroporto do país, localizado em Cabul, foi fechado por causa do gelo na pista. Além disso, na estrada de Cabul a Kandahar, a polícia resgatou cerca de 250 veículos que ficaram presos na neve. As chuvas e ventos também atingiram o Paquistão, onde ao menos 13 pessoas morreram por conta das tempestades. Nove delas foram vítimas de uma avalanche em um povoado na região de Chitra.

Onda de mau tempo continuará no Afeganistão e Paquistão

Autoridades dos dois países, que confirmaram o número de vítimas, afirmam que a onda de mau tempo na região continuará, com mais tempestades de neve e possibilidade de avalanches.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias