Reino Unido

Ex-premiê Tony Blair pede ação contra o Brexit

Blair acusou o governo da conservadora Theresa May de buscar "o Brexit a qualquer custo"

AFP
AFP
Publicado em 17/02/2017 às 8:07
Daniel Leal-Olivas/AFP
Blair acusou o governo da conservadora Theresa May de buscar "o Brexit a qualquer custo" - FOTO: Daniel Leal-Olivas/AFP
Leitura:

O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair pediu nesta sexta-feira (17) aos partidários de seguir na União Europeia que defendam suas convicções e lutem para cancelar o Brexit.

"Não é o momento para a retirada, a indiferença ou a desesperança, é tempo de se levantar em defesa de nossas convicções", disse o político trabalhista em um discurso em Londres.

"Não sei se teremos êxito. Mas sei que sofreremos o veredicto rancoroso das futuras gerações se não tentarmos", acrescentou Blair.

Para o ex-primeiro-ministro, "as pessoas votaram sem conhecer os verdadeiros termos do Brexit. À medida que estes termos se perfilam, têm o direito de mudar de opinião" a respeito do referendo de 23 de junho.

Movimento

"Nossa missão é convencê-las", acrescentou, convocando a criação de um movimento que una todos os grupos e políticos que, à direita e à esquerda, querem seguir na UE.

Blair acusou o governo da conservadora Theresa May de buscar "o Brexit a qualquer custo", colocando o país "à beira do precipício" por renunciar às vantagens econômicas de pertencer ao bloco apenas para controlar a chegada de imigrantes europeus.

"Mas para muita gente o centro da questão da imigração (...) é a imigração de países não europeus, especialmente de diferentes culturas, na qual a assimilação e as potenciais ameaças à segurança podem ser um problema", admitiu Blair.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias