Diplomacia

Erdogan quer nova página com Trump nas relações entre EUA e Turquia

Erdogan afimou estar convencido que escreverá uma nova página nas relações turco-americanas com Trump

JC Online
JC Online
Publicado em 28/04/2017 às 9:33
AFP
Erdogan afimou estar convencido que escreverá uma nova página nas relações turco-americanas com Trump - FOTO: AFP
Leitura:

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou nesta sexta-feira (28) que deseja virar com seu colega americano, Donald Trump, uma nova página nas relações entre Turquia e Estados Unidos, para onde viajará em meados de maio. "Estou convencido de que escreveremos com Trump uma nova página nas relações turco-americanas", declarou Erdogan durante um colóquio organizado pelo think tank Atlantic Council em Istambul.

As relações entre a Turquia e os Estados Unidos, dois membros da OTAN, se desgastaram nos últimos meses pelas divergências sobre a Síria, em particular sobre o apoio de Washington às milícias curdas das Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), que combatem os extremistas no norte da Síria, e que Ancara considera "terroristas".  "O apoio, a ajuda concreta que os Estados Unidos fornecem às YPG, está prejudicando o espírito da aliança" entre os dois países, disse Erdogan. 

O chefe de Estado turco também reiterou que espera que os Estados Unidos detenham ou extraditem à Turquia o pregador Fethullah Gulen, classificado por Ancara como o instigador do golpe de Estado frustrado de julho.  O fato de Gulen, que vive na Pensilvânia, "poder ??continuar dirigindo livremente suas atividades (...) nos incomoda seriamente", disse Erdogan. 

Encontro será dia 16 de maio

Estes temas serão discutidos por Trump e Erdogan durante sua viagem a Washington no dia 16 de maio. "O que esperamos é que (os americanos) compreendam a amplitude da ameaça que enfrentamos e demonstrem sua solidariedade", disse o chefe de Estado turco. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias