Estado Islâmico

Milícias iraquianas chegam à fronteira da Síria contra o EI

As milícias libertaram as populações das localidades de Taro e Wadi al Maidar, próximas da fronteira com a Síria

ABr
ABr
Publicado em 29/05/2017 às 14:30
Foto: AFP
As milícias libertaram as populações das localidades de Taro e Wadi al Maidar, próximas da fronteira com a Síria - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

As milícias chamadas Multidão Popular, pró-governo do Iraque e lideradas por xiitas, anunciaram nesta segunda-feira (29) que chegaram à fronteira com a Síria pela primeira vez em sua ofensiva contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI). As informações são da agência EFE.

Essas milícias libertaram as populações das localidades de Taro e Wadi al Maidar, próximas da fronteira com a Síria, dentro das operações que desenvolvem contra os jihadistas no noroeste do Iraque, a oeste da cidade de Mossul, segundo um comunicado.

Operações

As milícias Multidão Popular, que no final do ano passado foram integradas às Forças Armadas iraquianas por decisão do Parlamento do país, se encarrega das operações a oeste de Mossul, enquanto que o Exército e a Polícia Federal iraquianas enfrentam o EI dentro da cidade, a mais populosa que os jihadistas já chegaram a controlar.

O extremo norte do Iraque, incluídas as áreas de fronteira com a Síria, está controlado pelo Exército do governo da região autônoma do Curdistão, conhecido como "Peshmerga".

O EI ainda domina extensos territórios desérticos ao longo da maior parte da fronteira sírio-iraquiana e, no país vizinho, mantém o controle de importantes localidades na margem do rio Eufrates, como Deir ez Zor e Al Raqqa, considerada a capital de seu autoproclamado califado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias