CRISE NA VENEZUELA

Maduro cria grupo 'antiterrorista' para campanha pela Constituinte

A nova equipe será dirigida por Gustavo González López, já encarregado do serviço de Inteligência

AFP
AFP
Publicado em 30/05/2017 às 2:25
Foto: LUIS ROBAYO / AFP
A nova equipe será dirigida por Gustavo González López, já encarregado do serviço de Inteligência - FOTO: Foto: LUIS ROBAYO / AFP
Leitura:

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, criou nesta segunda-feira uma "equipe especial de segurança  antiterrorista", que integrará o comando da campanha para a Assembleia Constituinte promovida pelo governo chavista. 

"Uma equipe especial de segurança, antiterrorista, para preparar todas as fases da campanha eleitoral, as eleições, e seguir avançando para consolidar toda a Venezuela como território de paz", disse Maduro durante a instalação do Comando Constituinte Zamora 200, em um parque de Caracas. 

A nova equipe "antiterrorista", cujas atribuições não foram detalhadas, será dirigida por Gustavo González López, já encarregado do serviço de Inteligência. 

"Pela primeira vez vamos ativar um comando nacional de segurança antiterrorista e será dirigido pelo general González López", acrescentou Maduro. 

A onda de protestos exigindo eleições gerais e a saída de Maduro já deixou 60 mortos e mais de mil feridos nos últimos dois meses. 

Crise

Maduro, que descarta eleições gerais e promove a Constituinte na tentativa de superar a grave crise política e econômica que sacode a Venezuela, denuncia as manifestações contra seu governo como atos "terroristas" que buscam promover um golpe de Estado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias