DECLARAÇÕES

Trump critica a Alemanha por relação comercial com EUA

Ele reclamou do déficit comercial dos EUA com a Alemanha e criticou o país por considerar que deveria pagar mais para financiar a aliança militar na Otan

AFP
AFP
Publicado em 30/05/2017 às 9:45
Foto: MIGUEL MEDINA / AFP
Ele reclamou do déficit comercial dos EUA com a Alemanha e criticou o país por considerar que deveria pagar mais para financiar a aliança militar na Otan - FOTO: Foto: MIGUEL MEDINA / AFP
Leitura:

O presidente Donald Trump usou o Twitter nesta terça-feira (30) para reclamar do déficit comercial dos Estados Unidos com a Alemanha e criticar este país por considerar que deveria pagar mais para financiar a aliança militar na Otan.

"Nós temos um déficit comercial MASSIVO com a Alemanha, que além disso paga BEM MENOS do que deveriam na Otan e (aliança) militar. Muito ruim para os Estados Unidos. Isto vai mudar", escreveu o presidente em sua conta @realDonaldTrump.

O presidente americano se pronunciou depois que a Alemanha o criticou ao final de sua primeira viagem ao exterior, concluída no domingo e que o levou a Arábia Saudita, Israel, Bélgica e Itália para a reunião do G7.

No domingo, a chanceler Angela Merkel questionou a confiabilidade da aliança com Estados Unidos e Reino Unido.

"Os laços transatlânticos são de uma importância primordial para nós... mas na atual situação há ainda mais razões para tomarmos o destino em nossas mãos", disse Merkel nesta terça-feira em uma entrevista coletiva.

"A Europa deve ser um ator mais ativo nas questões internacionais, considero isso extremamente importante", afirmou a chanceler.

Na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores alemão, o social-democrata Sigmar Gabriel, foi muito franco ao falar a respeito do presidente americano, acusando-o de "enfraquecer" o Ocidente e trabalhar contra os interesses da União Europeia.

Reunião do G7

Durante a viagem, Trump rejeitou a pressão dos aliados do G7 para que respalde o acordo de Paris sobre o clima e criticou 23 dos 28 membros da Otan, incluindo a Alemanha por "ainda não pagar o que deveria pagar" para financiar a aliança.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias