CATAR

Embargo aéreo da Arábia Saudita se limita a companhias aéreas do Catar

Informação é dos Emirados Árabes Unidos

Fillipe Vilar
Fillipe Vilar
Publicado em 13/06/2017 às 2:00
Foto: KARIM JAAFAR / AFP
Informação é dos Emirados Árabes Unidos - Foto: KARIM JAAFAR / AFP
Leitura:

O embargo aéreo imposto ao Catar desde que explodiu a crise diplomática no Golfo envolve apenas as companhias aéreas catarianas ou registradas naquele país, informou nesta terça-feira a Autoridade de Aviação Civil dos Emirados Árabes Unidos.

Arábia Saudita e Barein publicaram comunicados idênticos sobre o embargo aéreo imposto em 5 de junho ao vizinho, acusado de "apoio ao terrorismo".

O embargo aéreo "atinge todas as companhias e aviões registrados no Catar, que estão impedidos de pousar nos aeroportos ou transitar no espaço aéreo" dos Emirados, Arábia Saudita e Barein, segundo comunicados das agências dos três países.

Esta medida "não se aplica às companhias aéreas ou aviões não registrados no Catar", destacam os três comunicados.

O embargo atinge especialmente a gigante Qatar Airways, que tornou Doha um centro de operações mundial, graças à sua invejável localização geográfica na região do Golfo.

Motivação

O Catar se encontra isolado desde o início de junho, quando Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Egito e Iêmen decidiram romper relações diplomáticas com Doha, acusada de "apoiar o terrorismo" e de se aproximar do rival iraniano. 

Essa decisão levou a uma série de sanções, incluindo a interrupção das comunicações aéreas, marítimas e terrestres com o pequeno emirado, rico em hidrocarbonetos, que importa uma grande parte dos produtos consumidos por seus habitantes.  

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias