Tiroteio

Médico é identificado como autor dos disparos no hospital de Nova York

Suspeito de ter sido autor dos disparos era ex-funcionário do hospital e teria se suicidado após a ação

ABr
ABr
Publicado em 30/06/2017 às 19:25
TIMOTHY A. CLARY / AFP
Suspeito de ter sido autor dos disparos era ex-funcionário do hospital e teria se suicidado após a ação - FOTO: TIMOTHY A. CLARY / AFP
Leitura:

Um médico identificado como Henry Bello foi o autor dos disparos efetuados nesta sexta-feira dentro de um hospital no bairro do Bronx, em Nova York, que matou uma pessoa e deixou outras seis feridas, segundo fontes oficiais e meios de comunicação da cidade. A informação é da agência EFE.

A imprensa local disse que ainda são desconhecidos os motivos que levaram Bello a abrir fogo contra várias pessoas dentro do hospital antes de possivelmente se suicidar. Algumas das vítimas aparentemente eram colegas do atirador.

Ainda que a princípio tenha sido informada a possibilidade de uma das vítimas do ataque ter morrido, o dado não foi confirmado pelas fontes oficiais, que até agora apontaram que apenas o atirador morreu dentro do hospital.

"O autor dos disparos morreu no hospital", disse via Twitter o porta-voz da Polícia de Nova York Peter Donald, sem esclarecer se ele tinha sido alvejado por policiais ou se tinha se suicidado. A fonte tinha informado anteriormente que os disparos tinham causado "várias vítimas", sem especificar o número nem a gravidade de seus ferimentos.

Os meios de comunicação locais, no entanto, confirmaram que o atirador tinha se suicidado dentro da unidade médica, de acordo com novas fontes policiais. A área onde ocorreu o tiroteio foi completamente cercada pela polícia e ambulâncias.

Testemunhas disseram à Agência Efe que algumas alas do hospital foram evacuadas enquanto os policiais tentavam controlar a situação. O alerta por este incidente se estendeu rapidamente pela cidade pelo temor de que se tratasse de um atentado terrorista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias