DIPLOMACIA

EUA pedem na ONU 'decisão forte' sobre Pyongyang

China e Rússia são os apoiadores mais próximos da Coreia do Norte

AFP
AFP
Publicado em 29/08/2017 às 16:20
Foto: AFP
China e Rússia são os apoiadores mais próximos da Coreia do Norte - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, afirmou nesta terça-feira (29) que "uma decisão forte" deve ser tomada em relação à Coreia do Norte, que lançou um míssil que sobrevoou o Japão, sem especificar o que poderia ser feito.

"Já chega", afirmou a embaixadora. "O disparo do míssil que passou por cima de 130 milhões de japoneses é inaceitável", acrescentou. Está prevista uma reunião de emergência do Conselho de Segurança às 21h GMT (18h em Brasília).

Pyongyang "violou todas as resoluções do Conselho de Segurança da ONU que aprovamos, e acho que devemos tomar uma decisão forte", declarou Haley à imprensa.

Sanções

Ao ser questionada sobre a possibilidade de aprovar novas sanções, ela evitou responder e insistiu na necessidade de "continuar trabalhando" com China e Rússia. Os dois países são os apoiadores mais próximos da Coreia do Norte.

Em 5 de agosto, depois de um mês de árduas negociações, os Estados Unidos conseguiram a aprovação do Conselho de Segurança - por unanimidade - para uma nova série de sanções econômicas contra Pyongyang.

Essas sanções têm como objetivo privar a Coreia do Norte de 1 bilhão de dólares provenientes das exportações de ferro, minério de ferro, chumbo e pesca.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias