reformas

Merkel diz que não pode ficar em silêncio sobre a situação na Polônia

O governo conservador polonês está adotando uma polêmica reforma judicial que, segundo Bruxelas, prejudica a independência dos tribunais poloneses

AFP
AFP
Publicado em 29/08/2017 às 8:01
Foto: TOBIAS SCHWARZ / AFP
O governo conservador polonês está adotando uma polêmica reforma judicial que, segundo Bruxelas, prejudica a independência dos tribunais poloneses - FOTO: Foto: TOBIAS SCHWARZ / AFP
Leitura:

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira (29) que não pode permanecer em silêncio ante os ataques ao Estado de direito na Polônia, em referência a uma polêmica reforma judicial que a Comissão Europeia questiona.

"O Estado de direito na Polônia é um tema grave (...) Por mais que eu deseje boas relações com a Polônia, nosso vizinho (...) não podemos permanecer em silêncio e não dizer nada apenas para manter a paz", disse Merkel em uma entrevista coletiva.

O governo conservador polonês está adotando uma polêmica reforma judicial que, segundo Bruxelas, prejudica a independência dos tribunais poloneses. Esta nova lei provocou muitos protestos no país.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias