Estados Unidos

Harvey deixa 33 mortos, segundo último boletim

Autoridades temem que número de mortos por conta do Harvey cresça à medida que as águas baixem e se tenha acesso às zonas inundadas

AFP
AFP
Publicado em 30/08/2017 às 21:05
THOMAS B. SHEA / AFP
Autoridades temem que número de mortos por conta do Harvey cresça à medida que as águas baixem e se tenha acesso às zonas inundadas - FOTO: THOMAS B. SHEA / AFP
Leitura:

O furacão Harvey, que na sexta-feira (30) passada atingiu o estado americano do Texas, provocando inundações sem precedentes, provocou a morte - direta ou indiretamente - de 33 pessoas, informaram nesta quarta-feira as autoridades americanas.

Até o momento foi confirmado o falecimento de 10 pessoas, em diversos condados do sudeste do Estado, mas ocorreram outros 23 óbitos "potencialmente vinculados ao Harvey", anunciou Tricia Bentley, porta-voz do gabinete de medicina legal do condado de Harris, onde se encontra a cidade de Houston.

As autoridades temem que o número de mortos cresça à medida em que as águas baixem e se tenha acesso às zonas inundadas.

Desde que a tempestade atingiu a costa do Texas, dezenas de trilhões de litros de chuva já caíram na região. O Serviço Meteorológico Nacional disse que em algumas zonas foram registrados 132 cm de chuva entre sábado e terça-feira, um recorde para uma única tempestade tropical nos Estados Unidos.

Aeroportos de Houston voltam a operar

Os dois maiores aeroportos de Houston, no Texas, reabriram ao público nesta quarta-feira, mas sua capacidade operacional ainda está limitada, após a passagem da poderosa tormenta Harvey por esta região do sul dos Estados Unidos.

Os aeroportos internacionais George Bush e William P. Hobby abriram nesta quarta-feira às 16H00 local (18H00 Brasília), após a drenagem da água.

Mas até o momento não ocorreu qualquer pouso ou decolagem. As autoridades dos aeroportos esperam que as linhas aéreas retomem suas operações em breve.

"Isto será um processo em fases. Nos concentraremos neste final de semana, quando provavelmente veremos mais e mais voos nos dois aeroportos", disse à AFP o porta-voz do sistema aeroviário de Houston, Bill Begley.

Milhares de voos foram cancelados ou retardados devido à passagem de Harvey, que se dirige agora para a vizinha Louisiana, após inundar vastas zonas no Texas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias