Las Vegas

Estado Islâmico reivindica ataque que deixou mortos em Las Vegas

Atentado em Las Vegas que deixou pelo menos 50 mortos foi realizado por um homem sexagenário convertido há dois meses ao Islã radical

AFP
AFP
Publicado em 02/10/2017 às 11:49
Foto: David Becker
FOTO: Foto: David Becker
Leitura:

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta segunda-feira (2) o tiroteio em Las Vegas que deixou ao menos 58 mortos e cerca de 500 feridos, afirmando que seu autor, um americano sexagenário, se converteu ao Islã há dois meses.

"O autor do ataque de Las Vegas é um soldado do Estado Islâmico, e realizou uma operação em resposta" aos apelos da organização de atacar país envolvidos na luta contra o EI, indicou o Amaq, órgão de propaganda do EI, se que se tenha confirmado ainda essa afirmação.

No vídeo é possível ver a movimentação da polícia na avenida onde aconteceu o ataque:

Autoria

O autor do ataque foi identificado como Stephen Paddock, 64. De acordo com o xerife de Las Vegas, o homem agiu sozinho, do 32º andar de um hotel atirando contra as cerca de 22 mil pessoas que acompanhavam um show country, que acontecia ao ar livre em frente ao Mandalay Bay Hotel and Casino, na principal avenida da cidade.

Segundo a polícia, o autor do crime teria se suicidado antes da chegada dos agentes. Ainda de acordo com a polícia, foram encontradas pelo menos oito armas no quarto de hotel de onde o homem abriu fogo contra a multidão.

Foto: David Becker
- Foto: David Becker
Foto: David Becker
- Foto: David Becker
Foto: Ethan Miller
- Foto: Ethan Miller
Foto: Ethan Miller
- Foto: Ethan Miller
Foto: Ethan Miller
- Foto: Ethan Miller
Foto: David Becker
- Foto: David Becker

Últimas notícias