VENEZUELA

Gestão de Maduro é reprovada por 75% dos venezuelanos

A popularidade de Maduro se viu atingida pela grave crise econômica que afeta o país petroleiro, com uma hiperinflação que poderia superar 13.000% esse ano, segundo o FMI

Ana Roberta Amorim
Ana Roberta Amorim
Publicado em 09/02/2018 às 20:40
Foto: RYAD KRAMDI -AFP
A popularidade de Maduro se viu atingida pela grave crise econômica que afeta o país petroleiro, com uma hiperinflação que poderia superar 13.000% esse ano, segundo o FMI - FOTO: Foto: RYAD KRAMDI -AFP
Leitura:

A gestão do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que tentará se reeleger nas presidenciais de 22 de abril, é considerada "ruim" ou "péssima" por 75% dos venezuelanos, segundo uma pesquisa do Instituto Venezuelano de Análise de Dados (IVAD).

De acordo com o estudo, ao qual a AFP teve acesso, 58,4% dos pesquisados acreditam que a gestão do presidente é "péssima", 16,6% acham que é "ruim", e 4,3% que vai de "regular a ruim".

Entre os que avaliam o desempenho de Maduro positivamente, 8,4% acreditam que é "boa", 0,9% que é "excelente" e 10,2% que vai de "regular a boa".

Dos 1.200 perguntados, 77% consideram que o país precisa de uma mudança de governo, enquanto 16% não acreditam ser necessário, e 7% não sabe.

Crise econômica

A popularidade de Maduro se viu atingida pela grave crise econômica que afeta o país petroleiro, com uma hiperinflação que poderia superar 13.000% esse ano, segundo o FMI, e com uma grave escassez de alimentos e remédios.

A falta de comida e medicamentos é o principal problema do país para a maioria dos perguntados (56,4%), em uma questão de respostas múltiplas. Esta é seguida pela insegurança (44,9%) e pelo alto custo de vida (43,8%). 

Consultados sobre sua disposição de participar das eleições presidenciais, 31,5% dizem estar muito dispostos a votar e 31,7% dispostos.

Já 16,1% afirmam estar muito pouco dispostos a participar e 10,2% nada disposto. Os que não sabem chegam a 10,6% . 

Ao medir as preferências sobre quem anunciou o desejo de disputar a Presidência, a pesquisa assinala que Maduro tem o apoio de 17,6%, enquanto o favorito é o opositor Henri Falcón - chavista dissidente que foi governador de Lara (oeste) - com 23,6%. 

O ex-chefe parlamentar opositor Henry Ramos Allup tem 8,5% de apoio, e os também opositores Claudio Fermín e Andrés Velásquez contam, respectivamente, com 4% e 1%. 

A pesquisa do IVAD foi realizada entre 25 de janeiro e 5 de fevereiro, com uma margem de erro entre 1,03 e 2,37 pontos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias