BALANÇO

Bombardeios deixam civis mortos em Ghouta Oriental, na Síria, diz OSDH

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), bombardeios do regime sírio mataram, neste domingo (4), 34 civis, 11 deles crianças

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 05/03/2018 às 0:26
Foto: HO / SANA / AFP
Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), bombardeios do regime sírio mataram, neste domingo (4), 34 civis, 11 deles crianças - FOTO: Foto: HO / SANA / AFP
Leitura:

Bombardeios do regime sírio no enclave rebelde de Ghouta Oriental, perto de Damasco, mataram, neste domingo (4), 34 civis, 11 deles crianças, indicou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Trinta e quatro civis morreram por bombardeios, ou foguetes, em Ghuta Oriental", disse Rami Abdel Rahman, diretor da ONG.

As forças do presidente Bashar al-Assad retomaram cerca de um quarto do enclave após duas semanas de bombardeios devastadores, de acordo com o OSDH. 

Apoiado por Moscou, o governo de Bashar al-Assad pretende recuperar esta fortaleza rebelde localizada perto de Damasco, onde cerca de 400 mil civis assediados enfrentam uma séria crise humanitária desde 2013.

Mais de 650 civis mortos na Síria

O regime lançou em fevereiro uma campanha aérea de rara violência que matou mais de 650 civis.

Assad afirmou, neste domingo, que suas forças vão continuar a ofensiva, apesar da pressão internacional para interrompê-la. 

"A operação contra o terrorismo deve continuar, ao mesmo tempo em que os civis continuarão tendo a possibilidade" de sair do local, disse Assad neste domingo em um programa transmitido pela emissora estatal.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias