Coreia do Norte

Obama garante que Coreia do Norte é uma ameaça e pede cooperação

'Uma ameaça significativa, não apenas para a região, mas para todo mundo', disse Obama, em visita ao Japão, ao se referir a programa armamentista de Pyongyang

Gabriel Dias
Gabriel Dias
Publicado em 25/03/2018 às 10:22
Foto: AFP
'Uma ameaça significativa, não apenas para a região, mas para todo mundo', disse Obama, em visita ao Japão, ao se referir a programa armamentista de Pyongyang - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A Coreia do Norte representa uma "ameaça real" que pode ser resolvida apenas com cooperação - garantiu neste domingo (25) o ex-presidente americano Barack Obama, em visita ao Japão.

"A Coreia do Norte é uma ameaça real", com um programa de armamento que "supõe uma ameaça significativa, não apenas para a região, mas para todo mundo", disse ele em um discurso em Tóquio.

"Até agora está claro que não vimos os avanços que gostaríamos, mas, sobretudo, é preciso levar em conta que nenhum país, de maneira individual, poderá resolver este problema de modo tão efetivo quanto se trabalharmos todos juntos", acrescentou.

Paciência

Sob a Presidência de Obama, os Estados Unidos aplicavam uma política chamada "paciência estratégica" à Coreia do Norte, com a esperança de que as sanções levassem o regime comunista a abandonar seu programa nuclear.

Durante esse período, os avanços do país em matéria de bombas nucleares e mísseis balísticos demonstraram a ineficácia das sanções.

Obama está fazendo uma turnê na Ásia e já passou por Cingapura, Nova Zelândia e Austrália.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias