grupo jihadista

Boko Haram sequestrou mais de mil crianças na Nigéria desde 2013

Em 2014, 276 estudantes de Chibok foram levadas pelo Boko Haram. Estima-se que cerca de 100 ainda estejam nas mãos dos sequestradores

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 13/04/2018 às 3:49
Foto: PHILIP OJISUA / AFP
Em 2014, 276 estudantes de Chibok foram levadas pelo Boko Haram. Estima-se que cerca de 100 ainda estejam nas mãos dos sequestradores - FOTO: Foto: PHILIP OJISUA / AFP
Leitura:

O grupo jihadista Boko Haram sequestrou mais de mil crianças na Nigéria a partir de 2013, revelou nesta sexta-feira a Unicef, no momento em que o país se aproxima do quarto aniversário do rapto das estudantes de Chibok.

"Desde 2013, mais de mil crianças foram sequestradas pelo Boko Haram no  nordeste da Nigéria, incluindo as 276 meninas raptadas em uma escola na localidade de Chibok em 2014", destaca a Unicef. 

"Estes reiterados ataques contra crianças em escolas são inadmissíveis", disse Mohamed Malick Fall, representante da Unicef na Nigéria. 

A luta do grupo Boko Haram para estabelecer um bastião islâmico no nordeste do país já custou ao menos 20 mil vidas e provocou o deslocamento de 2 milhões de pessoas. 

Professores mortos e escolas destruídas

Ao menos 2.295 professores foram assassinados e mais de 1.400 escolas, destruídas pelos radicais islâmicos desde o início do conflito, em 2009, segundo a Unicef. 

Das 276 meninas levadas pelo Boko Haram em abril de 2014, estima-se que cerca de 100 permanecem nas mãos de seus sequestradores. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias