COMÉRCIO MUNDIAL

Trump ameaça China com tarifas e pode intensificar disputas comerciais

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que as tarifas seriam adicionais às barreiras sobre US$ 200 bilhões em bens chineses

Kevin Fonseca
Kevin Fonseca
Publicado em 07/09/2018 às 14:47
Foto: AFP
O presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que as tarifas seriam adicionais às barreiras sobre US$ 200 bilhões em bens chineses - Foto: AFP
Leitura:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (7) que tarifas adicionais sobre outros US$ 267 bilhões em produtos chineses estão prontas para serem implementadas e podem ser lançadas no curto prazo, sinalizando um novo passo para a crescente disputa comercial entre os dois países. A bordo do Air Force One, Trump disse que as tarifas seriam adicionais às barreiras sobre US$ 200 bilhões em bens chineses que o governo americano vem preparando e que, de acordo com o republicano, podem ser lançadas "muito em breve, dependendo do que acontece".

"Eu odeio dizer isso, mas, por trás disso, há outros US$ 267 bilhões prontos para serem tarifados no curto prazo se eu quiser", acrescentou. "Isso muda a equação", afirmou o presidente. A Casa Branca se prepara para atingir a China com tarifas de 25% sobre até US$ 200 bilhões em produtos chineses. Até o momento, os EUA impuseram tarifas de 25% sobre US$ 50 bilhões em exportações chinesas para os americanos. Além disso, Washington já implementou barreiras sobre painéis solares, máquinas de lavar e sobre o aço e o alumínio chineses.

Comentários públicos

O período de comentários públicos sobre as tarifas sobre US$ 200 bilhões terminou na quinta-feira, o último passo antes da implementação das barreiras. Associações comerciais, que se opõem às barreiras, estavam se preparando para um anúncio a ser feito nesta sexta-feira.

Recentemente, o subsecretário do Tesouro dos EUA, David Malpass, e o vice-ministro do Comércio da China, Wang Shouwen, discutiram as relações comerciais entre os dois países em Washington, mas não fizeram nenhum sinal visível de progresso. (Com Dow Jones Newswires).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias