EUA

Trump chama por união nacional e condena 'violência política' no país

Trump reforçou a informação divulgada pelo Departamento de Justiça (DoJ) americano de que um homem foi preso por suposta ligação às encomendas

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 26/10/2018 às 13:50
NICHOLAS KAMM / AFP
Trump reforçou a informação divulgada pelo Departamento de Justiça (DoJ) americano de que um homem foi preso por suposta ligação às encomendas - FOTO: NICHOLAS KAMM / AFP
Leitura:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu que o país se una e mostre ao mundo "que estamos juntos e em paz" em meio a uma série de pacotes suspeitos enviados a lideranças políticas em solo americano. "Não devemos permitir que a violência política tome lugar no nosso país", ressaltou.

Trump reforçou a informação divulgada pelo Departamento de Justiça (DoJ) americano de que um homem foi preso por suposta ligação às encomendas. O presidente aproveitou para elogiar o trabalho das autoridades de segurança e condenar as ações criminosas. "Atos assim são inaceitáveis em nosso país", disse, caracterizando-os como "aterrorizantes".

Novo pacote suspeito

Nesta manhã, um novo pacote suspeito foi interceptado pela polícia de Nova York em Manhattan. Ele foi enviado ao ex-diretor nacional de Inteligência dos EUA, James Clapper, que atuou durante o governo de Barack Obama. O dispositivo foi enviado para análise junto aos demais em Quantico, na Virgínia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias