Turquia

Procurador saudita visita consulado em Istambul pelo caso Khashoggi

A imprensa turca afirma que o jornalista foi esquartejado por agentes sauditas; o procurador negou a solicitação da imprensa sobre acesso a elementos da investigação

Marina Costa
Marina Costa
Publicado em 30/10/2018 às 8:28
STR / AFP
A imprensa turca afirma que o jornalista foi esquartejado por agentes sauditas; o procurador negou a solicitação da imprensa sobre acesso a elementos da investigação - FOTO: STR / AFP
Leitura:

O procurador-geral da Arábia Saudita compareceu nesta terça-feira (30) ao consulado de seu país em Istambul, no âmbito da investigação sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi nesta representação diplomática. Saud bin Abdallah Al Muajab visitou o consulado depois de uma reunião com o procurador-geral da República em Istambul, Irfan Fidan, a segunda em dois dias. Ele chegou escoltado e entrou no consulado sem fazer declarações.

De acordo com o canal público TRT Haber, o procurador saudita pediu nessa segunda-feira (29) a seu colega turco acesso a todos os elementos da investigação de Ancara, mas a solicitação foi rejeitada. A emissora indicou que o procurador turco perguntou às autoridades sauditas onde está o corpo de Khashoggi, que ainda não foi encontrado quase um mês depois do assassinato. 

A imprensa turca afirma que o corpo do jornalista foi esquartejado por agentes sauditas.

O caso

O assassinato de Khashoggi, um jornalista saudita de 59 anos que era colaborador do jornal Washington Post, provocou uma onda de críticas internacionais contra a monarquia petroleira e abalou a imagem do príncipe herdeiro Mohamed bin Salman, conhecido como "MBS", a quem a imprensa e altos funcionários turcos, sob anonimato, envolvem no crime.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias