FACEBOOK

Novo aplicativo do Facebook paga para usuários participarem de pesquisas

No aplicativo de pesquisas do Facebook, os pontos ganhos serão convertidos em pagamentos que serão enviados às pessoas via PayPal

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 25/11/2019 às 20:40
Notícia
Foto: DENIS CHARLET / AFP
No aplicativo de pesquisas do Facebook, os pontos ganhos serão convertidos em pagamentos que serão enviados às pessoas via PayPal - FOTO: Foto: DENIS CHARLET / AFP
Leitura:

O Facebook apresentou nesta segunda-feira o aplicativo "Viewpoints" nos EUA, que paga aos membros da rede social para participarem de pesquisas. O novo aplicativo de pesquisa de mercado será usado para melhorar a "família" de ofertas do Facebook, incluindo Instagram, WhatsApp, Portal, Oculus e a própria rede social, de acordo com o gerente de produto, Erez Naveh. 

O aplicativo poderia amenizar as críticas de que o Facebook mantém para si os lucros obtidos ao tirar proveito dos dados compartilhados na rede social. "Acreditamos que a melhor maneira de melhorar os produtos é obter informações diretamente das pessoas que os usam", disse Naveh em um post na internet. 

Os usuários poderão acumular pontos que serão convertidos em pagamentos. Estes serão enviados às pessoas via PayPal. 

Como utilizar o recurso?

As pessoas que configuram contas no aplicativo Viewpoints serão convidadas a participar de programas. O primeiro deles é uma pesquisa de bem-estar destinada a reunir ideias que podem ser usadas para conter os efeitos negativos das mídias sociais e aumentar seus benefícios, de acordo com Naveh. 

Informações pessoais como nome, idade, sexo e país de residência serão coletadas durante a configuração das contas do Viewpoints, abertas apenas para pessoas com 18 anos ou mais. 

"Não venderemos suas informações deste aplicativo a terceiros", afirmou Naveh. "Também não compartilharemos publicamente sua atividade no Viewpoints no Facebook ou em outras contas que você vincular sem sua permissão". 

O Viewpoints está disponível apenas para membros do Facebook nos EUA, mas o gigante da Internet planeja expandi-lo para mais países no próximo ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias