tensão

Pompeo: EUA condena último ataque com mísseis contra base iraquiana

"Essas repetidas violações à soberania do Iraque por grupos opostos ao governo iraquiano devem cessar", falou Mike Pompeo, chefe da diplomocia dos EUA

JC Online
JC Online
Publicado em 12/01/2020 às 20:01
Foto: NICHOLAS KAMM / AFP
"Essas repetidas violações à soberania do Iraque por grupos opostos ao governo iraquiano devem cessar", falou Mike Pompeo, chefe da diplomocia dos EUA - FOTO: Foto: NICHOLAS KAMM / AFP
Leitura:

O chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse neste domingo (12) estar "indignado" por um novo ataque com mísseis contra uma base iraquiana que abriga soldados americanos, enquanto o vizinho Irã sinalizou para uma redução das tensões no Oriente Médio.

"Indignado pelas notícias de um novo ataque com mísseis contra uma base aérea iraquiana", declarou Pompeo. "Essas repetidas violações à soberania do Iraque por grupos opostos ao governo iraquiano devem cessar", acrescentou. A origem dos disparos não foi informada. 

Pelo menos quatro soldados iraquianos teriam ficado feridos durante investida que aconteceu mais cedo contra a Base Aérea Militar da cidade de Balad, no Iraque.

A base atacada está situada a cerca de 80 quilômetros ao norte de Bagdá, e os mísseis teriam caído na pista, de acordo com fontes militares citadas pela agência Reuters. A ação foi assumida pelos Guardas da Revolução iranianos como uma "operação de vingança" pela morte do general Qassem Soleimani, comandante da força de elite Al-Quds. Ele morreu dias antes, num ataque aéreo em Bagdá, ordenado pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

 

Últimas notícias