qual a sua opinião?

Enquete Conexão: Você concorda com o afastamento do delegado Jorge Ferreira?

O delegado teria usado uma rede social, nesse sábado (17), para fazer comentários sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL)

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 19/03/2018 às 10:37
Foto: MARIO VASCONCELLOS / RIO DE JANEIRO MUNICIPAL CHAMBER / AFP
O delegado teria usado uma rede social, nesse sábado (17), para fazer comentários sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) - FOTO: Foto: MARIO VASCONCELLOS / RIO DE JANEIRO MUNICIPAL CHAMBER / AFP
Leitura:

O delegado Jorge Ferreira, do Departamento de Polícia da Mulher de Pernambuco, que teria usado uma rede social, nesse sábado (17), para fazer comentários sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio de Janeiro, foi afastado das funções pelo Governo de Pernambuco. Na postagem, o delegado teria afirmado que ela era “mulher de bandido” e envolvida com o narcotráfico. A mensagem causou indignação e críticas ao delegado.

Em um vídeo publicado na rede social, na tarde deste domingo (18), Jorge Ferreira afirmou que a mensagem não foi escrita por ele. “Nunca falaria uma coisa dessa natureza. Até porque eu trabalho em uma delegacia especializada em crimes contra a mulher e fui escolhido pelo meu caráter.” Ele diz acreditar que pode ter sido vítima de montagem. “Estou aberto a todas as conversas e vou exigir investigação e que o Facebook me explique como isso é possível.”

 

 

Um print da postagem está sendo compartilhado desde as últimas horas do sábado e é alvo de críticas ao delegado.

O que você acha?

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias