pt

Dilma destaca estímulos ao crédito agrícola em exposição agropecuária

Dilma considerou que o diálogo do governo com os pecuaristas e agricultores tem beneficiado esses setores com mais espaços no mercado internacional

Karol Albuquerque
Karol Albuquerque
Publicado em 05/09/2014 às 16:09
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Dilma considerou que o diálogo do governo com os pecuaristas e agricultores tem beneficiado esses setores com mais espaços no mercado internacional - Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Leitura:

A presidente Dilma Rousseff participou nesta sexta-feira (5) da 37ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer), na cidade de Esteio (RS). Antes de visitar alguns estandes da exposição, Dilma defendeu as políticas adotadas em seu governo para ampliar a produtividade na agropecuária brasileira.

Em discurso na abertura da Expointer, a presidente citou números que revelam, segundo ela, melhorias no repasse de recursos para os pequenos, médios e grandes produtores. Dilma considerou que o diálogo do governo com os pecuaristas e agricultores tem beneficiado esses setores com mais espaços no mercado internacional.

"O trabalho de vocês é essencial para os brasileiros e ainda ajuda a alimentar a população de outros países, gerando receitas para o Brasil", disse a presidente, após comemorar o fim do embargo da China à carne brasileira e o redirecionamento das demandas da Rússia para países como o Brasil.

Além de destacar os estímulos ao crédito dos produtores, financiando o custeio e o investimento majoritariamente por meio de juros reais negativos, a presidente elencou políticas de controles de preços para a agricultura familiar. Afirmou ser obrigação do governo criar condições para que os agricultores tenham a segurança de que o Estado garantirá resultados compatíveis com o esforço desses trabalhadores para gerar renda e crescimento .

"Temos de dar muita atenção a esse setor de máquinas e equipamentos", acrescentou Dilma, ressaltando que o Programa Mais Alimentos garantiu a compra de 83 mil tratores, volume equivalente a pouco mais de um quarto do total de tratores existentes no Brasil.

A presidente disse, ainda, que o Código Florestal, aprovado no Congresso Nacional em 2012, foi resultado de um diálogo com os diversos setores envolvidos e trouxe segurança jurídica aos produtores. Para a presidente, é possível ser produtivo e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias