OPOSIÇÃO

Contra Paulo Câmara, Bruno Araújo relembra operação no Palácio

Candidato ao Senado na chapa de oposição, tucano usou investigação para alfinetar o governador

Do Blog de Jamildo
Do Blog de Jamildo
Publicado em 19/08/2018 às 12:08
Foto: Divulgalção
Candidato ao Senado na chapa de oposição, tucano usou investigação para alfinetar o governador - FOTO: Foto: Divulgalção
Leitura:

O deputado federal Bruno Araújo (PSDB), candidato ao Senado, relembrou neste domingo (19), em agenda de campanha com vereadores da Região Metropolitana do Recife, a Operação Torrentes para criticar o governador Paulo Câmara (PSB). "Parte dessa história honra os pernambucanos, que não seja mudada com a Praça da República tomada por carro da Polícia Federal dentro do Palácio do Campo das Princesas", afirmou o tucano.

Deflagrada em novembro do ano passado, a Operação Torrentes investiga supostas irregularidades em contratos nas ações do governo estadual para atender às vítimas das cheias na Mata Sul em 2010 e 2017. Os recursos eram de responsabilidade da Secretaria da Casa Militar.

Lula ou Temer

Em seu discurso neste domingo (19), Bruno Araújo ainda usou o discurso do grupo de Paulo Câmara, de atribuir à oposição a pecha de "palanque de Temer", por causa da impopularidade do presidente emedebista, para criticar o governador. "Nem Lula nem Temer são candidatos e não vão mudar o cenário de incompetência daqui", disse. O socialista tem usado na campanha a imagem do ex-presidente Lula (PT), que tem 54% das intenções de voto, segundo a última pesquisa Ibope, realizada em junho.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias