ADVERSÁRIO

Humberto diz que Bruno e Mendonça escondem Temer

Aliados de Paulo Câmara têm adotado a estratégia de aplicar à oposição a pecha de "palanque de Temer"

Do Blog de Jamildo
Do Blog de Jamildo
Publicado em 19/08/2018 às 16:04
Foto: Beto Barata/Presidência da República
Aliados de Paulo Câmara têm adotado a estratégia de aplicar à oposição a pecha de "palanque de Temer" - FOTO: Foto: Beto Barata/Presidência da República
Leitura:

Usando a estratégia de aplicar à oposição a pecha de "palanque de Temer", para aproveitar a impopularidade do presidente emedebista, o senador Humberto Costa (PT), candidato à reeleição, criticou os adversários Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) neste domingo (19). O petista esteve mais cedo na inauguração do comitê do governador Paulo Câmara (PSB) no Recife.

"Do lado de lá, dois senadores foram ministros de Temer. Mas ficam escondendo essa condição. Parece até que existe ministério sem presidente. Porque eles não assumem que foram e são representantes de Temer aqui em Pernambuco", afirmou Humberto Costa.

"Eles são parceiros de Temer no aumento do gás, no aumento da gasolina, na diminuição do Bolsa Família, no corte de recursos da saúde e educação, e na tentativa de tirar de Pernambuco investimentos importantes como a Hemobras", acusou ainda o petista.

Ministros de Temer

Bruno Araújo foi ministro das Cidades desde o processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT), do qual foi articulador, até o fim do ano passado, quando deixou o cargo por causa de divergências do PSDB sobre se manter no governo. Mendonça Filho foi chefe da pasta de Educação, em que ficou até abril, prazo final previsto pela Justiça Eleitoral.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias