Apoio

Após candidatura negada, Lula manda carta em apoio a Paulo Câmara

''Paulo Câmara no governo do Estado e Lula e Haddad no governo Federal é o caminho para derrotar os traidores da democracia'', diz um trecho da carta

Da Editoria de Política
Da Editoria de Política
Publicado em 01/09/2018 às 17:40
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
''Paulo Câmara no governo do Estado e Lula e Haddad no governo Federal é o caminho para derrotar os traidores da democracia'', diz um trecho da carta - FOTO: Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Leitura:

Após ter candidatura à Presidência negada pela Justiça Eleitoral, o ex-presidente Lula, preso em Curitiba desde abril deste ano, enviou uma carta em apoio ao governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) neste sábado (1º). "A união entre o PSB, no governo do estado, e do PT, no governo federal, produziu o melhor momento da história de Pernambuco. Temos fé que comigo na presidência e Paulo Câmara no governo do estado podemos recuperar aquele tempo, e por isso nos aliamos novamente", diz um trecho da carta. 

"Paulo Câmara no governo do Estado e Lula e Haddad no governo Federal é o caminho para derrotar os traidores da democracia, do povo, os traidores de Pernambuco que celebraram o impeachment e o golpe que não foi contra o PT, mas sim contra o povo
trabalhador brasileiro, contra as políticas que promoveram o crescimento do nordeste", acrescenta Lula na carta. 

 

DEFESA

Um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) ao Palácio do Planalto por enquadrá-lo na Lei da Ficha Limpa, o governador Paulo Câmara (PSB) emitiu uma nota em defesa do petista e defendendo a apresentação de todos os recursos aos tribunais superiores para garantir que ele seja candidato.

Na nota, Paulo, que está coligado com o PT, diz respeitar o TSE, mas afirma continuar firme no propósito de fazer valer a vontade do povo pernambucano de eleger Lula. O socialista, que já disse que apoiaria o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) se ele for confirmado como 'plano B' na corrida presidencial, disse que estará junto com Haddad até a vitória. Confira a nota completa aqui.

Últimas notícias