Indecisão

Após decisão do TSE sobre Lula, Armando ainda não sabe em qual presidenciável apoiar

No evento, também estiveram presentes Mendonça Filho (DEM), Bruno Araújo (PSDB) e Daniel Coelho (PPS)

Da Editoria de Política
Da Editoria de Política
Publicado em 01/09/2018 às 15:23
Foto: Rafael Martins/Divulgação
No evento, também estiveram presentes Mendonça Filho (DEM), Bruno Araújo (PSDB) e Daniel Coelho (PPS) - FOTO: Foto: Rafael Martins/Divulgação
Leitura:

Cumprindo sua agenda de campanha, o senador e candidato ao governo de Pernambuco Armando Monteiro (PTB) visitou ontem os bairros de Casa Amarela e do Ibura, localizados no Grande Recife. No evento, o petebista aproveitou para afirmar que ainda está pensando em qual presidenciável escolherá para apoiar, já que a candidatura do ex-presidente Lula se tornou inelegível com base na Lei da Ficha Limpa após decisão da Justiça Eleitoral. Contudo, o nome do ex-ministro Henrique Meirelles (MDB), contudo, foi vetado na última semana.

“Tem Geraldo Alckmin, Álvaro Dias e vários presidenciáveis que estão vinculados aos partidos do meu palanque. Por exemplo, temos no nosso palanque o Partido Verde e o PV tem o vice da candidata Marina Silva. Temos várias possibilidades de candidaturas. Vou estar avaliando para decidir”, cravou durante a caminhada no UR-5.

Quando questionado sobre a decisão do TSE em rejeitar a candidatura de Lula, na madrugada deste sábado (1º), Armando afirmou que é preciso respeitar ao máximo a resolução da Justiça Eleitoral. “Eu posso até, em algum momento, entender que certas interpretações poderiam dar margem a outra conclusão, mas eu respeito a decisão da Justiça porque eu respeito a justiça”, disse.

No evento, estiveram presentes os postulantes ao Senado pela chapa Pernambuco Vai Mudar, Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB). Também participou da visita o candidato à reeleição para deputado federal Daniel Coelho (PPS).

CRÍTICAS

O senador da coligação Pernambuco Vai Mudar retomou as críticas a atual gestão e explicou que a população está atenta aos políticos que estão mentindo. “O povo está atento a esses que ficam mentindo, falseando, querendo arrumar padrinhos para a eleição e que não estão honrando os mandatos que receberam porque não estão correspondendo a expectativa da população”.

Armando ainda avaliou a segurança pública no bairro do Ibura. “Em toda loja e toda casa está gradeada aqui. É um clima de absoluta insegurança, isso afeta a vida do comércio e o micro e pequeno empresário”, observou. Ainda ontem, o senador finalizou sua agenda de encontros com lideranças no Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, e Vitória de Santo Antão, na Mata Sul do Estado.

MEIRELLES

Aliado de primeira hora do senador Fernando Bezerra Coelho, vice-líder do MDB no Senado, o também senador Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, rechaçou veementemente, na última quarta-feira (29), a possibilidade de dar palanque em Pernambuco à candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) – nome apoiado por Temer – à Presidência da República. Eleitor do ex-presidente Lula (PT), o petebista tem dito que ainda não decidiu a quem dará o seu voto caso o petista seja impedido pela Justiça de concorrer no pleito deste ano.

“Não cogito a possibilidade de apoiar Meirelles porque ele não tem nada com o Nordeste, não dialoga com as necessidades da região. É um homem que tem valor na gestão econômica, mas não é alguém que tenha, a meu ver, perfil que conheça verdadeiramente o Brasil, o Nordeste, então, essa cogitação em torno do nome dele, no meu caso, não existe”, afirmou Armando.

Últimas notícias