JORNAL NACIONAL

Em entrevista ao JN, Haddad fala em 'emenda constitucional'

''Revimos o posicionamento. As reformas serão feitas por emenda constitucional'', disse Haddad

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 08/10/2018 às 21:37
Reprodução/TV Globo
''Revimos o posicionamento. As reformas serão feitas por emenda constitucional'', disse Haddad - FOTO: Reprodução/TV Globo
Leitura:

O candidato do PT à Presidência nas eleições 2018, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira (8) que reviu seu posicionamento sobre a Constituinte exclusiva proposta pelo plano de governo do partido.

"Revimos o posicionamento. As reformas serão feitas por emenda constitucional", disse Haddad ao Jornal Nacional, da TV Globo. O candidato defendeu três reformas econômicas com aprovação do Congresso: tributária, bancária e fim do teto de gastos.

"Quem paga imposto hoje no Brasil é o pobre. Essa reforma será feita por emenda constitucional e prevê isenção de IR pra quem ganha até 5 salários mínimos", disse Haddad, que defendeu também uma reforma bancária para reduzir juros de empresários e trabalhadores.

Ainda ao Jornal Nacional, o ex-prefeito de São Paulo também se distanciou do ex-ministro José Dirceu, que declarou que era "questão de tempo para o PT tomar o poder" em entrevista ao diário espanhol 'El País'. O ex-ministro não participa da campanha e não participará do meu governo", declarou Haddad.

Mais cedo, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann disse que partido está disposto a conversar com mais legendas, "sem restrições", buscando aquelas que queiram aderir à campanha de Haddad na segunda etapa da disputa e, entre as propostas que poderiam ser revistas, estava a da Constituinte exclusiva. "Vamos sentar com os partidos e, possivelmente, a gente tenha que fazer uma revisão, porque há uma solicitação para que isso não conste (no programa)", declarou Gleisi.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias