CORRUPÇÃO

Dnit nomeia três diretores em caráter excepcional e transitório

Os três diretores são funcionários de carreira e ocuparão funções estratégicas

Aline Souza
Aline Souza
Publicado em 04/08/2011 às 11:10
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
FOTO: Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem
Leitura:

BRASÍLIA – O presidente do Conselho de Administração do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Miguel Mário Bianco Masella, nomeou nesta quinta-feira (4) três diretores em “caráter excepcional e transitório”. Os três diretores são funcionários de carreira e ocuparão funções estratégicas. A decisão está publicada no Diário Oficial da União.

O Dnit nomeou Luiz Heleno Albuquerque Filho para a Diretoria Executiva; para a Diretoria de Infraestrutura Rodoviária, Eloi Angelo Palma Filho; e para a Diretoria de Infraestrutura Ferroviária, Marcelo Almeida Pinheiro Chagas.

Os nomeados ocupam as vagas de ex-diretores que deixaram os cargos recentemente, após denúncias de superfaturamento de obras no Dnit, que é vinculado ao Ministério dos Transportes. As denúncias vieram à tona no mês passado em publicação na revista Veja. No total, entre os órgãos vinculados e o ministério foram demitidas 28 pessoas.

Na semana passada, o então diretor-geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot, pediu demissão do cargo. Mas antes, ele foi ao Congresso e negou todas as denúncias sobre a existência de um esquema de superfaturamento de obras e recebimento de propina por funcionários do Ministério dos Transportes e de órgãos vinculados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias