Operação Fabuloso

MP investiga fraude em locação de banheiros químicos

Estão sendo cumpridos vários mandados de busca e apreensão em Caxias do Sul, Canoas e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e em Palhoça e Criciúma, em Santa Catarina

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 19/03/2012 às 12:13
Leitura:

O Ministério Público do Rio Grande do Sul desencadeou hoje a "Operação Fabuloso", que visa combater fraudes em locação de banheiros químicos, que já causaram prejuízo de mais de R$ 15 milhões aos cofres públicos, de acordo com o MP.

Estão sendo cumpridos vários mandados de busca e apreensão em Caxias do Sul, Canoas e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e em Palhoça e Criciúma, em Santa Catarina, com o objetivo de reprimir irregularidades na contratação pelo poder público de serviços de locação desses equipamentos.

A fraude consiste na apresentação de propostas como sendo de diferentes empresas, montando uma competição, quando, na verdade todas as concorrentes ou pertencem ao mesmo grupo familiar, ou estão acordadas entre si para determinarem os vencedores, segundo o MP.

A operação é feita pela Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre em conjunto com o Ministério Público de Santa Catarina e os Ministérios Públicos de Contas dos dois Estados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias