rumo às eleições

Cid Gomes nega convite para Ciro assumir ministério

O governador do Ceará se reuniu por cerca de uma hora com o ministro da Educação

Da AE
Da AE
Publicado em 29/01/2014 às 18:59
Leitura:

O governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou nesta quarta-feira (29) que não há, até o momento, nenhum convite formal para que o irmão dele Ciro Gomes assuma algum cargo no governo Dilma Rousseff. Cid Gomes se reuniu por cerca de uma hora com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que deverá assumir o papel de articulador político no Planalto após tomar posse na Casa Civil nos próximos dias.

Segundo o governador, o tema não foi tratado no encontro. "Objetivamente não há convite para o Ciro assumir nenhum ministério, que seja do meu conhecimento", disse o governador após a reunião com Mercadante, na qual, segundo, só foram tratados temas relacionados à educação.

Cid Gomes informou que vai se reunir ainda nesta quarta-feira com integrantes da cúpula do seu partido, o PROS, no Congresso e que um dos temas a serem debatidos deve ser a questão da reforma ministerial. Questionado se o ministério da Integração contemplaria o partido, o governador disse: "nunca tive o menor apetite por ministério". Em seguida, admitiu: "eu brinco, mas no fundo há um tom de verdade. Para mim, como governador, interessaria 15 ministérios. Como não é razoável e meu partido não tem porte para isso, é irrelevante a quantidade de ministérios." Cid Gomes disse ainda que não vai se encontrar com a presidente Dilma Rousseff nesta quarta.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias