Articulação

Nova articulação política deve melhorar diálogo com o Congresso, diz ministro

Gilberto Kassab participou nesta sexta (10) de um almoço com empresários no Sindicato da Habitação de São Paulo

Da ABr
Da ABr
Publicado em 10/04/2015 às 16:37
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Gilberto Kassab participou nesta sexta (10) de um almoço com empresários no Sindicato da Habitação de São Paulo - FOTO: Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Leitura:

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse nesta sexta-feira (10) que com o vice-presidente, Michel Temer, assumindo a articulação política do governo, a relação entre o executivo e o Congresso deve melhorar. “A crise política é algo, que nos últimos dois dias, começou a sair das páginas dos jornais. Porque o vice-presidente da República, Michel Temer, aceitou o convite da presidenta, em um gesto de solidariedade e apoio ao governo, ao país”. O ministro participou hoje de um almoço com empresários no Sindicato da Habitação de São Paulo.

Para o ministro, Temer deverá usar sua experiência política para melhorar o diálogo do governo federal com os parlamentares. “Pela experiência que ele tem, é evidente que vai melhorar bastante a relação do executivo com o legislativo. Ninguém tem a experiência que ele tem. Ele foi deputado federal várias vezes, presidente da Câmara três vezes e é presidente de um dos maiores partidos do Brasil”, enfatizou em entrevista após o evento.

A transferência de atribuições da Secretaria de Relações Institucionais para o vice-presidente da República, Michel Temer, foi oficializada nesta sexta-feira (10) no Diário Oficial da União. Na última quarta-feira (7), a presidenta Dilma Rousseff anunciou a saída do ex-ministro da secretaria, Pepe Vargas, e a extinção da pasta, que tinha status de ministério.

De acordo com o despacho de Dilma publicado nesta sexta-feira, a mudança considerou “que o Brasil passa por desafios importantes na economia que requerem maior interação e harmonia de objetivos dos Poderes Executivo e Legislativo” e a experiência de Temer como articulador político, inclusive durante sua atuação como presidente da Câmara dos Deputados.

Kassab falou ainda sobre a terceira fase do programa Minha Casa, Minha Vida, que deverá ser lançada em breve. Segundo o ministro, a nova etapa vai reajustar os valores pagos às construtoras. “Nessa nova etapa teremos um reajuste nos preços, porque temos a realidade inflacionária que tem que ser contemplada. Será o máximo dentro do que é possível nesses ajustes e compatível na realidade do projeto”, ressaltou em relação a próxima fase do programa habitacional, quando estão previstas a construção de mais 3 milhões de residências.

O Minha Casa, Minha Vida contratou a construção de 3,73 milhões, das quais 2,11 milhões foram entregues. Foram investidos R$ 244,3 bilhões.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias