Economia

Para Serra, rebaixamento pela S&P decorre de crise política

Serra, que foi derrotado nas eleições presidenciais de 2010, avaliou que é papel de quem está no Executivo decidir

Do Estadão Conteudo
Do Estadão Conteudo
Publicado em 10/09/2015 às 14:32
Foto: Elza Fiuza/ABr
Serra, que foi derrotado nas eleições presidenciais de 2010, avaliou que é papel de quem está no Executivo decidir - FOTO: Foto: Elza Fiuza/ABr
Leitura:

O senador José Serra (PSDB-SP) afirmou nesta quinta-feira (10) que a decisão da agência Standard & Poor's de retirar o grau de investimento do País decorre mais da crise política por que passa o governo do que de fatores relacionados à recessão econômica. "A economia brasileira não vai bem, mas o fundamental foi a política", afirmou.

O tucano disse não vislumbrar melhora na economia porque o governo atravessa um momento de fragilidade política. Para ele, ao fazer uma avaliação de conjunto, falta unidade na gestão federal. "Hoje não dá nem para torcer porque não se sabe o que o governo quer", disse.

Serra, que foi derrotado nas eleições presidenciais de 2010, avaliou que é papel de quem está no Executivo decidir. E que não se pode ficar testando a eventual viabilidade de medidas, como aumento de impostos. "O que não pode ter é balão de ensaio", destacou, ao citar, por exemplo, as idas e vindas sobre a criação de uma nova CPMF.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias