CORRUPÇÃO

Peru diz que Odebrecht não poderá participar de novas licitações no país

O chede do Gabinete Ministerial do Peru destacou que o governo preocupa-se com o combate à corrupção

ABr
ABr
Publicado em 29/12/2016 às 10:32
Foto: Dante Zegarra/Agência Andina
O chede do Gabinete Ministerial do Peru destacou que o governo preocupa-se com o combate à corrupção - FOTO: Foto: Dante Zegarra/Agência Andina
Leitura:

O chefe do Gabinete Ministerial do Peru, Fernando Zavala, informou na quarta-feira (28) que serão feitas mudanças na Lei de Contratação com o Estado para que a Odebrecht e empresas que foram sancionadas por atos de corrupção não participem em novas licitações oficiais.

Após uma reunião com o Conselho de Ministros, Zavala destacou que o governo peruano preocupa-se com o combate à corrupção e tem adotado uma série de medidas nesta direção. "Combinamos implementar mecanismos na nova Lei de Contratação do Estado para impedir que as empresas sancionadas por corrupção não participem em novas licitações convocadas pelo Estado", disse ele em coletiva de imprensa.

"Sobre as obras em execução, nós vamos dar condições para que as investigações prossigam e ao mesmo tempo garantir as condições para continuar com os serviços que tem a ver com a cidadania”, informou o ministro. Ele conclamou o Ministério Público e o Poder Judiciário “para que realizem todas as investigações e diligências que correspondem a esse caso, no prazo mais breve possível, para punir os responsáveis”.

Decisão do Panamá

A decisão do governo peruano vem um dia depois do governo do Panamá anunciar, na terça-feira (27),  que o grupo Odebrecht não poderá participar de futuras licitações no país.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias