Escândalo

Ministro de Temer quer 'Congresso preparado' para eleição indireta

Declaração foi dada na manhã desta quinta (18) após escândalo envolvendo presidente Michel Temer

JC Online
JC Online
Publicado em 18/05/2017 às 9:49
Foto: reprodução
Declaração foi dada na manhã desta quinta (18) após escândalo envolvendo presidente Michel Temer - FOTO: Foto: reprodução
Leitura:

Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta quinta-feira (18), o ministro da Cultura (MinC) Roberto Freire declarou que "o Congresso tem que estar preparado até para ter eleição indireta de alguém que possa significar a estabilidade mínima para que a gente chegue a 2018", em referência ao escândalo que abalou o Governo Temer, após as delações dos donos da JBS, Joesley e Wesley Batista.

Citando a Constituição, como meio de encontrar caminhos o político pediu calma neste momento e comentou sobre as reformas em dicussão na Câmara e no Senado. "O Congresso está com tremendas dificuldades, não sei como essas reformas vão tramitar".

Freire ainda acrescentou que é preciso 'devolver a sociedade a possibilidade do eleitorado escolher o novo presidente'.

E completou informando que qualquer político que tenha sido indiciado em qualquer tribunal no País seja impedido de concorrer a qualquer cargo eletivo.

Confira abaixo a íntegra da entrevista de Roberto Freire:

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias