DELAÇÃO PREMIADA

Dilma pediu R$ 30 milhões em caixa 2 a dono da JBS

Valor serviria para pagamento da campanha de Fernando Pimentel, em Minas Gerais

JC Online
JC Online
Publicado em 18/05/2017 às 14:02
Foto: Reprodução/ twitter
Valor serviria para pagamento da campanha de Fernando Pimentel, em Minas Gerais - FOTO: Foto: Reprodução/ twitter
Leitura:

A ex-presidente Dilma Rousseff teria pedido ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, R$ 30 milhões para a campanha de Fernando Pimentel (PT) ao governo de Minas Gerais. A informação, divulgada pelo jornal Folha de São Paulo, faz parte de um dos anexos da delação premiada do empresário.

O encontro entre a petista e o emprsário teria ocorrido no Palácio do Planalto no final de 2014. A doação teria sido feita via caixa 2, já que na prestação de contas do petista constam apenas doações mais baixas da JBS.

Delação

A delação de Joesley, segundo os conteúdos já vazados, incriminam o senador Aécio Neves, alvo de uma operação da PF na manhã desta quinta-feira (18) e o prsidente Michel Temer, por tentar comprar o silêncio de Eduardo Cunha, preso na Lava Jato.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias