ministro

Fachin nega pedido de prisão de Aécio

Com isso, o pleito só será levado ao plenário caso o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor do pedido, recorrer da decisão

JC Online
JC Online
Publicado em 18/05/2017 às 12:10
Foto: ABr
Com isso, o pleito só será levado ao plenário caso o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor do pedido, recorrer da decisão - FOTO: Foto: ABr
Leitura:

O ministro Edson Fachin negou o pedido de prisão do senador Aécio Neves, afastado pelo STF nesta quarta-feira (18).

Com isso, o pleito só será levado ao plenário caso o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor do pedido, recorrer da decisão.

Caso Aécio

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, mandou afastar Aécio Neves (PSDB-MG), do mandato de senador. A irmã do parlamentar e um primo dele foram presos.

Andrea Neves é suspeita de pedir dinheiro para Joesley Batista em nome do irmão. O dinheiro teria sido entregue a um primo de Aécio. O primo do presidente do PSDB também foi preso preventivamente pela Polícia Federal. Frederico Pacheco de Medeiros, conhecido como Fred, teria sido filmado recebendo R$ 2 milhões a mando de Joesley Batista.

Além dele, Menderson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) também foi preso. Todos foram citados na delação de Joesley Batista. Em todos os casos os mandados são de prisão preventiva e foram autorizados pelo STF.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias