São Paulo

Mario Covas Neto pede que Aécio deixe presidência nacional do PSDB

Covas Neto afirmou ainda que as acusações contra Aécio "mancham todos os demais componentes do partido"

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 18/05/2017 às 4:29
Foto: Câmara de Vereadores de São Paulo
Covas Neto afirmou ainda que as acusações contra Aécio "mancham todos os demais componentes do partido" - FOTO: Foto: Câmara de Vereadores de São Paulo
Leitura:

O vereador em São Paulo Mario Covas Neto (PSDB) pediu, em vídeo publicado nas redes sociais na noite desta quarta-feira, 17, que o senador Aécio Neves (MG) deixe a presidência nacional do PSDB. "O senhor hoje não tem mais condições de presidir o partido", afirmou Covas Neto. "Não dá para alguém que foi acusado de uma série de coisas ficar à frente de um partido que foi criado sob a égide da ética, da correção e da boa gestão pública".

Senador nega acusações:

Segundo divulgou o jornal O Globo nesta quarta-feira, Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões para o empresário Joesley Batista, da JBS, para supostamente pagar advogados. O senador nega as acusações.

Covas Neto afirmou ainda que as acusações contra Aécio "mancham todos os demais componentes do partido". "Vá para casa, prepare sua defesa e depois, o senhor inocentado, será recebido de braços abertos". O vereador é filho de Mario Covas (1930-2001) e preside o diretório municipal do PSDB em São Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias