MANIFESTAÇÕES

No Rio, ato na igreja da Candelária pede renúncia de Temer

Muitas faixas e cartazes cobram eleições e fazem referências ao movimento de 1984, que também pedia eleições diretas para presidente

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 18/05/2017 às 18:28
Foto: Leonel Brizola/ Twitter
Muitas faixas e cartazes cobram eleições e fazem referências ao movimento de 1984, que também pedia eleições diretas para presidente - FOTO: Foto: Leonel Brizola/ Twitter
Leitura:

Milhares de pessoas se reúnem ao redor da igreja da Candelária, no centro do Rio, às 17h30 desta quinta-feira (18) em ato pela renúncia do presidente Michel Temer (PMDB). Organizado por diversos sindicatos e entidades estudantis e da sociedade civil, o protesto inclui uma caminhada até a Cinelândia, que deve começar por volta das 18h30.

Por enquanto, líderes de várias categorias profissionais discursam pedindo a saída de Temer e a realização de eleições diretas para presidente da República. "Eleição indireta é uma farsa", repetia ao microfone um líder sindical.

Referência

Muitas faixas e cartazes cobram eleições e fazem referências ao movimento de 1984, que também pedia eleições diretas para presidente e acelerou a queda da ditadura militar que havia começado em 1964.

Até as 17h30 o ato seguia pacífico, acompanhado pela Polícia Militar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias