DECISÃO

Moro absolve mulher de Cunha em processo da Lava Jato

Juiz da Lava Jato apontou que não há provas suficientes de que Cláudia Cruz tinha consistência da origem do dinheiro

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 25/05/2017 às 17:30
Foto: Reprodução
Juiz da Lava Jato apontou que não há provas suficientes de que Cláudia Cruz tinha consistência da origem do dinheiro - Foto: Reprodução
Leitura:

O juiz Sérgio Moro decidiu, nesta quinta-feira (25), absolver Cláudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha, de processo na Lava Jato por lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas. Na decisão, o juiz da Lava Jato apontou que faltam provas para comprovar que Cruz utilizou 1 milhão de dólares depositado por Cunha no exterior consciente de que o valor era ilegal.

 

“Absolvo Cláudia Cordeiro Cruz da imputação do crime de lavagem de dinheiro e de evasão fraudulenta de divisas por falta de prova suficiente de que agiu com dolo”, escreveu.

Outros réus

Também eram réus Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Área Internacional da estatal petrolífera, pelo crime de corrupção passiva; João Augusto Rezende Henriques, operador que representava os interesses do PMDB no esquema, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas; e Idalecio Oliveira, empresário português proprietário da CBH (Companie Beninoise des Hydrocarbures Sarl), pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

O magistrado apontou ‘falta de prova suficiente de que (Cláudia Cruz) agiu com dolo’ ao manter conta na Suíça com mais de US$ 1 milhão, dinheiro supostamente oriundo de propina recebida pelo marido.
.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias